Para além do ódio e do cinismo

Democracia e República são noções complexas. No Brasil, entretanto, elas sempre foram ficções situadas mais propriamente na ordem do discurso. A materialidade de ambas está corporificada na Constituição Federal, mas não na cultura; está presente nas solenidades, mas não nas prisões; vale nos discursos de governantes, parlamentares, magistrados, promotores, mas, com frequência, não em seus...

O Povo contra a Democracia

Há livros recentes especialmente importantes para que possamos compreender o fenômeno da ascensão da extrema-direita no Brasil e em vários outros países. “Como Funciona o Fascismo, de Jason Stanley (LPM, 206 p.) e “Como as Democracias Morrem”, de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt (Zahar, 272 p.) são referências fundamentais. A obra mais impactante, entretanto, é...

Mortífero

O presidente editou, como todos sabem, o decreto 9.785/19 estabelecendo novas regras para o porte de armas. Ao fazê-lo, contrariou frontalmente restrições introduzidas pela Lei 10.826/03, impropriamente chamada de “Estatuto do Desarmamento” (deveria ser identificada como “Estatuto do Controle de Armas de Fogo”). Entre outras ilegalidades, o disposto no art. 20, § 3º do decreto...

Fake news e distorção cognitiva

Pesquisadores sugerem que estamos propensos a um tipo especial de distorção cognitiva motivada por nossos valores e que conservadores seriam mais suscetíveis a serem vitimados por notícias falsas, porque estão mais expostos na Internet a esse tipo de lixo e porque confiariam mais em sua intuição As plataformas digitais que permitem interação e extraordinária disseminação...

O Estado apodrecido

O jornalista Allan de Abreu, da revista Piauí, produziu uma matéria sobre as investigações do assassinato de Marielle Franco – “A Metástase” – que permite compreender as razões pelas quais as investigações patinaram durante quase um ano, até a prisão, essa semana, do sargento PM aposentado Ronnie Lessa e do ex-PM Élcio Vieira de Queiroz....

O pacote de Moro e o populismo penal

Na Idade Média, em vários países europeus, surtos de doenças como a peste bubônica dizimavam até 1/3 da população. Na época, pela ausência de conhecimentos científicos, a visão predominante considerava que os eventos trágicos eram castigos divinos. Faltas pretensamente cometidas por pessoas ou grupos de pessoas estariam na origem do problema. Mulheres, judeus, “infiéis”, entre...