O JUÍZO FINAL

A sétima fase da “Operação Lava Jato” da Polícia Federal implicou na prisão de influentes empresários e foi chamada de “Juízo Final”. O fato de termos uma polícia que investiga crimes praticados por ricos é uma novidade histórica no Brasil que merece ser elogiada. Não por acaso, a Polícia Federal é instituição que inspira confiança...

Repensar a Política

O Brasil chega ao final do processo eleitoral demandando um balanço que permita o pensamento para além dos limites evidenciados pelas campanhas. Possivelmente esta tenha sido a eleição com maior carga de acusações entre os candidatos – notadamente na disputa à  presidência. Técnicas de “desconstrução”, manipulação e agenciamento do medo foram usadas à exaustão o...

A POLÍTICA COMO FICÇÃO

No mundo dos contos de fada, assim como nos quadrinhos, há personagens que encarnam qualidades ou defeitos. A disjuntiva permite que as narrativas introduzam entidades que simbolizam o bem ou o mal. Pelo contraste agudo, as crianças se identificar mais facilmente com os “mocinhos” e rejeitam os “vilões”. Nesta experiência imaginária, os conflitos se resolvem...

Sobre a emergência do novo

Em 22 de julho de 2013, participei de um evento no Palácio Piratini, Vozes das ruas, promovido pelo governo do estado, para debater os significados das manifestações que haviam sacudido o país. Os ex­tratos que seguem são partes de minha intervenção naquele dia. Os reproduzo aqui, porque os imagino úteis para pensar o momento político...

A ESPERANÇA E O MEDO

Para compreender o quadro político e eleitoral brasileiro,é preciso considerar o esgotamento das formas de disputa, de representação e de governabilidade construídas em nossa incipiente experiência democrática. A polarização eleitoral dos últimos 20 anos, entre PT e PSDB, empurrou ambos os partidos para composições à direita, o que revelou, a par das diferenças de cada...

ENTRE O RUIM E O PIOR

Estamos em plena campanha eleitoral que definirá os ocupantes dos principais cargos políticos do País, na presidência da República, nos governos estaduais, nas Assembleias Legislativas, na Câmara e no Senado. Como tem ocorrido no Brasil, o calendário eleitoral não parece mobilizar o interesse da maioria. Para milhões de brasileiros, aliás, talvez as eleições sejam, sobretudo,...

NÓS E OS SOVIETS

Há cerca de 20 anos, me deparei nos EUA com um grupo que fazia campanha contra as Nações Unidas. Foi em Washington, em pleno National Mall, próximo da parede de granito onde estão os nomes dos 58.245 americanos mortos no Vietnan. Um monumento, aliás, impressionante. Quando o vi, fiquei pensando qual o tamanho que teria...

METAMORFOSE

André Vargas (PT/PR) é um sujeito muito capaz. É o tipo de político, aliás, capaz de tudo. Quando se filiou ao PT, possuía um Monza velho. Desde 2000, até sua eleição para deputado federal em 2010, seu patrimônio cresceu 50 vezes. Em sua última campanha, em valores registrados no STF, o deputado petista arrecadou 1,3...

50 anos ontem

Março de 2014 está vocacionado à lembrança. O final do mês assinala 50 anos do golpe militar de 1964. Para as novas gerações, tudo parecerá uma referência remota; excessivamente longínqua para ser significante; demasiado abstrata para ser sentida. Uma parte importante dos problemas brasileiros, entretanto, deriva do fato de não termos sido capazes, como nação,...

PARA UMA SÍNTESE TRÁGICA

Talvez o cérebro precise de sínteses precárias e urgentes. Na escala de milhões de anos da evolução, identificar uma ameaça por uma expressão, um gesto, deve ter sido importante. Os distraídos morreram antes. Quando percebemos que alguém agiu em desconformidade com a lei ou em sentido contrário ao dever, também somos tentados à síntese. “Bandido”...