O Paradigma dos Fatores De Risco

O texto destaca a emergência na criminologia contemporânea do paradigma dos fatores de risco, compreendido como situações e experiências vividas pelos sujeitos que aumentam suas chances de envolvimento posterior com a criminalidade e a violência. Inspirado pela epidemiologia e por conceitos empregados no âmbito da saúde pública, os fatores de risco são moderados ou compensados por “fatores protetivos” que estimulam a resiliência. O texto sustenta, com base na experiência internacional e na tradição de estudos longitudinais, que o novo paradigma pode ser decisivo para o delineamento de políticas públicas de segurança, notadamente quanto às possibilidades da prevenção. Leia o texto completo no documento PDF em anexo.

Posts relacionados