A atualidade de Sherlock Holmes

Quando tomamos uma decisão? Tautologicamente, dizemos que decidimos quando, conscientemente, selecionamos uma alternativa. Será? Com esta pergunta, a jornalista russo-americana Maria Konnikova, escreveu, há alguns anos, um delicioso artigo intitulado: Lições de Sherlock Holmes: não decida antes de decidir (Lessons from Sherlock Holmes: Don’t Decide Before You Decide). Calma, já explico. Em um dos homicídios...

Impaciência do juízo

Há um fenômeno novo na cultura traduzido pela impaciência do juízo. Ele se tornou visível nas redes sociais, em comentários insensíveis e superficiais, mas diz respeito, muito provavelmente, a dinâmicas mais amplas, relativas a nossa época. Refiro-me à circunstância disseminada que autoriza as pessoas a emitirem opiniões definitivas sobre qualquer tema, incluindo aqueles que não...

Minha Empregada

As desigualdades sociais sempre foram tão impressionantes no Brasil que as famílias mais abastadas, tanto quanto as de classe média, tiveram à disposição, além de uma série de privilégios, uma ou mais empregadas domésticas. Formou-se, assim, um mercado muito especial – sempre marcado por extraordinária precariedade – para a prestação de serviços de cozinha, limpeza e...

Os riscos do fundamentalismo

Há determinadas maldades que não podem ser praticadas sem o amparo de uma ideologia – seja ela política ou religiosa. Os humanos são capazes de matar; alguns, inclusive, estão habilitados a submeter o outro, propositalmente, aos sofrimentos mais atrozes. Entretanto, quando estão tomados pela ideia do absoluto, desempenham os piores papéis com desembaraço e orgulho....

Um corpo que cai

Imagine que policiais se deslocam por um bairro de classe média alta da cidade. Então, sem justificativa ou aviso, entram em um condomínio atirando com seus fuzis. Uma das residentes, esposa de um desembargador, é atingida no peito quando se dirigia à academia. Ato contínuo, os agentes do Estado jogam o corpo da vítima na...

50 anos ontem

Março de 2014 está vocacionado à lembrança. O final do mês assinala 50 anos do golpe militar de 1964. Para as novas gerações, tudo parecerá uma referência remota; excessivamente longínqua para ser significante; demasiado abstrata para ser sentida. Uma parte importante dos problemas brasileiros, entretanto, deriva do fato de não termos sido capazes, como nação,...